sasunicv

Apresentação

Os Serviços de Acção Social (SAS) são uma unidade permanente e especializada que tem como função a execução da política de apoio à comunidade universitária e, em especial, aos seus estudantes, de modo a assegurar:

  • o direito à igualdade de oportunidades de acesso, frequência e sucesso escolar;
  • pela superação de desigualdades económicas, sociais e culturais;

 

O que fazemos

No âmbito das atribuições, compete aos SAS, designadamente:

  • Participar na definição na política de apoios;
  • Atribuir bolsas de estudo(mérito académico, comparticipação em bolsas sociais);
  • Promover o acesso a alimentação em cantinas e restaurantes (subvenção, gestão);
  • Promover o alojamento em residências estudantis (ECAA e DECM);
  • Promover o acesso aos serviços de saúde (atendimento psicológico, triagem, etc.);
  • Dinamizar actividades desportivas e culturais em cooperação com o Corpo Voluntários e Associação Académica;
  • Prestar outros apoios socioeducativos (acolhimento novos estudantes, orientação/encaminhamento para acesso a bolsas de estudos, etc.)
  • Organizar/Actualizar a Base de Dados dos beneficiários de apoios sociais
  • Elaborar estudos, pareceres e informações relativos à acção social na Uni-CV;
  • Estabelecer contactos com outras entidades, promover intercâmbios e o envolvimento da Universidade em programas nacionais (PNV) e internacionais;
  • Propor e implementar medidas de articulação e parceria com instituições (públicas e privadas) na implementação de politicas e programas de acção social;

Direção

3340 449

Alojamento
 

Público-alvo do Programa de alojamento/residências da Uni-CV

O programa de residência dos estudantes da Uni-CV destina-se aos estudantes carentes de recursos financeiros, deslocados (das outras ilhas) e outros estudantes (em situações especiais).

Objetivos

  • Este programa de alojamento de estudantes tem como objetivos básicos:
  • Oferecer ao estudante universitário condições de moradia em ambiente que se assemelhe ao familiar, conferindo-lhe melhores condições de estudo;
  • Promover a melhoria da qualidade de vida de estudantes carentes, contribuindo para um adequado desempenho académico;
  • Fortalecer, nos universitários, o espírito cooperativo e solidário, bem como a compreensão dos seus direitos e deveres no ambiente universitário;
  • Proporcionar ao estudante o desenvolvimento de suas potencialidades no tocante à vida académica em seus aspetos sociopolítico e cultural.

NOTA: Existe um Regulamento de gestão das Residências da Uni-CV que define as condições de acesso e permanência, incluindo o preçário.

 A Residência em São Vicente

aloja svA residência de São Vicente situa-se no Campus do DECM. O edifício foi construído nos “anos 70”, desempenhando a função de um alojamento Militar das Forças Armadas Cabo-verdianas. No ano de 1984, passou a ter outra função, fazendo parte da instituição escolar do Instituto Superior de Engenharia e Ciências do Mar do Mindelo, abreviadamente designado por ISECMAR. Esta instituição de ensino superior foi fundada em São Vicente neste mesmo ano para dar vazão as necessidades de quadros nas áreas de ciências náuticas.

O edifício foi nomeado como Bloco C do ISECMAR, e passou a funcionar como alojamento dos alunos internos da escola. Devido a finalidade para que foi construída o edifício apresenta, segundo relatórios técnicos feitos pelo DECM, estruturas de betão de grandes dimensões, correspondendo a um edifício de muita resistência e, devido a isso, sofreu apenas uma intervenção de reabilitação, que ainda está incompleta.

A residência tem 19 quartos sendo que 11 localizam- se no piso 0 e 8 no 1º piso. Doze dos quartos possuem casas de banho privativo e 7 que estão localizados no rés-do-chão possuem casas de banho coletivo, um salão e uma cozinha para as refeições dos alunos.

NOTA: O projeto de remodelação da Residência da Uni-CV em S. Vicente já foi apresentado a várias Instituições e aguarda-se financiamento para o inicio da obras.

A residência em Santiago

A Residência em Santiago fica situada no Campus da ECAA, S. Jorge, no interior da Ilha.

A Escola de Ciências Agrárias e Ambientais possui dois blocos de residências com capacidade para albergar cerca de 12 estudantes.

al santiago

 

 

Bolsas
 

bolsas de estudoA maioria dos estudantes chamados bolseiros recebe uma comparticipação da FICASE.

O Concurso nacional de bolsas para formação no país é promovido no mês de Outubro/Novembro pela Direção Geral do Ensino Superior e Ciência (DGESC) e conta com uma forte parceria dos SAS da Uni-CV que orienta os estudantes na elaboração do dossiê e depois encaminha o processo para o referido Serviço.

Os SAS têm ainda um papel importante na divulgação deste Concurso.

Todos os contemplados pela DGESC recebem uma comparticipação de 500$00 mensais no pagamento das suas propinas da parte da Uni-CV, no âmbito de um protocolo assinado com a FICASE.

Outros estudantes com situação socioeconómica fragilizada vão sendo beneficiados pela FICASE à medida que esta Instituição consegue captar mais recursos, graças aos muitos parceiros.

Há estudantes que conseguem apoios para seus estudos através das Câmaras Municipais ou de Associações voltadas para o desenvolvimento comunitário.

São mais raros os casos de estudantes que recorrem ao empréstimo bancário para realizarem os seus estudos.

Saiba mais (. pdf)

Alimentação
 

gastronomia italianaAos Serviços de Ação Social, cabe participar no Júri do Concurso para a seleção de gestores das Cantinas, fazer o acompanhamento/avaliação dos serviços prestados e propor medidas para melhoria das condições.

As Cantinas/Lanchonetes da Uni-CV são terceirizadas mediante concurso (exceto a da ECAA que herdou cozinheiras da gestão anterior e manteve-a).

Decorre no momento uma experiência de parceria com o RPCV (Restaurante Popular de Cabo Verde) no Campus do Palmarejo.

Os SAS têm feito o acompanhamento da prestação dos serviços prestados pela referida Empresa.

"Entre os dias 1 a 8 de dezembro de 2014, foi aplicado o Questionário de Avaliação da Satisfação dos Clientes, a fim de medir o grau de satisfação referente ao serviço prestado pelo RPCV à comunidade académica da Uni-CV, após um mês da sua instalação no Campus do Palmarejo.

De um universo de 299 inscritos, 120 clientes recarregam o cartão com frequência e destes, 60 responderam aos questionários, sendo que a taxa de resposta se situa em 50%. O questionário teve como lema “ajude-nos a melhorar” e respondido de forma anónima.

Pretendia-se conhecer o grau de satisfação dos clientes pelos serviços prestados pelo RPCV como forma de reorientar a coordenação entre os SAS e o RPCV, de modo a garantir uma melhoria contínua e responder às reais necessidades da Academia.

A Uni-CV agradece aos que tiveram a gentileza de colaborar neste processo de avaliação e, de modo particular, à ACAD que colaborou na aplicação do inquérito, com o apoio de outros Serviços desta Academia."

veja aqui as conclusões e breves recomendações

Gabinete de Orientação Piscopedagógica
 

gope logo 02

O GOPE-Uni-CV da Universidade de Cabo Verde está inserido no âmbito dos Serviços de Ação Social (SAS-Uni-CV)

O GOPE-Uni-CV surge da necessidade dos SAS-Uni-CV colocar em prática algumas atribuições como apoiar os estudantes no processo de socialização no ambiente universitário e no seu desempenho pessoal e académico.

O GOPE-Uni-CV almeja os seguintes objetivos

Auxiliar os estudantes da Uni-CV nos múltiplos desafios confrontados durante o seu percurso no ensino superior

 Empoderar os estudantes no seu processo de transição, adaptação e permanência no ensino superior.

 

 

Saiba mais sobre o GOPE aqui

 

Pin It