francogfoniaa

montagem coloquio internacional frances


O Colóquio Internacional "O Ensino do Francês como vector de Desenvolvimento Económico e de Integração Regional" reuniu diversos parceiros francófonos para falar sobre a importância da língua francesa no desenvolvimento económico de Cabo Verde e na integração regional do país. O evento tomou lugar nos dias 20 e 21 de março, no auditório do Campus do Palmarejo da Universidade de Cabo Verde.

O evento contou com a abertura do coordenador do presidente da Comissão Organizadora e a presença na mesa da Ministra da Educação, Família e Inclusão Social, Dra. Maritza Rosabal, o embaixador de França, Dr. Olivier da Silva, e a Reitora da Uni-CV, prof. Doutora Judite Medina do Nascimento.

"Todos os anos, o mês de março é celebrado como o mês da Francofonia, é uma ocasião para relembrar o número de francófonos nos cinco continentes", afirmou o embaixador de França na abertura do colóquio.

O Colóquio de Língua Francesa sob o lema surge na Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes e associado ao curso de mestrado de Língua Francesa, Língua Segunda, mas também com a colaboração do Instituto de Língua France da Universidade de Cabo Verde no quadro da semana que se transformou em mês da francofonia, segundo avançou a Reitora da Uni-CV no seu discurso.

"A difusão da língua francesa para nós é importante, no quadro da difusão das línguas estrangeiras e associada à nossa missão na formação, na investigação e na extensão", adiantou.

"A Universidade pública tem anualmente formado uma média de 25 estudantes de francês desde o antigo Instituto Superior de Educação, isso para nós significa um contributo significativo para o sistema", acrescentou.

"Há uma intensão de reforçar os mecanismos de integração de Cabo Verde na CEDEAO", referiu a ministra da Educação, sustentado que "esta questão do alargamento do francês, logicamente é uma das medidas de promoção do Ministério da Educação para este projeto que é muito mais abrangente".

O colóquio prosseguiu com as intervenções e debates de mais de uma dezena de intervenientes sobre diversos temas: "Ser estudante de francês em Cabo Verde", "A importância da língua francesa no processo de internacionalização das empresas cabo-verdianas na sub-região africana", "Cabo Verde e a Integração na CEDEAO: Desafios e Oportunidades", entre outros.

O evento contou com a participação de estudantes e docentes da academia, mas também com a embaixadora do Senegal, a uma representante da embaixada do Luxemburgo, a Diretora do Instituto da África Ocidental, o presidente do Instituto Universitário de Educação, entre outros parceiros.

 

coloquio (1).jpg

A Universidade de Cabo Verde, através da  Coordenação do Grupo Disciplinar de Francês, em parceria com o Instituto de Língua Francesa, irá realizar o 1º Colóquio Internacional, sob o lema "L’enseignement du français comme vecteur de développement économique et d’intégration sous-régionale du Cap-Vert" (o ensino de francês como vector do desenvolvimento económico e de integração sub-regional de Cabo Verde), nos dia 20 e 21 de março. O evento inicia-se às 9 horas, do dia 20, no auditório do Campus do Palmarejo.

O evento, de carácter científico, vai reunir professores/investigadores cabo-verdianos mas também de outras regiões, com mérito e reconhecimento internacionais como a França e o Senegal, bem como profissionais, quadros, especialistas de diferentes empresas.

Este Colóquio tem como objetivo contribuir para a dinâmica reflexiva sobre a promoção do ensino do francês e da língua francesa na sociedade cabo-verdiana, bem como valorizar o papel do francês como vetor de desenvolvimento económico e de integração.

O evento será uma oportunidade de dar maior enfoque ao francês no que diz respeito ao desenvolvimento económico de Cabo Verde e sua plena integração regional, visto que se encontra inserido numa área essencialmente francófona, cujas trocas comerciais, intercâmbios culturais e outros se fazem, na sua grande maioria, em francês, e também para promover Cabo Verde.

No evento participará a Ministra da Educação, Família e Inclusão Social, Dra. Maritza Rosabal, o Instituto da África Ocidental, entre universidades e organizações estrangeiras voltadas para a importância da integração regional.

Programa do Colóquio Internacional