O Centro de Investigação e Formação em Género e Família (CIGEF) da Uni-CV realizou nos dias 20, 21 e 22 de dezembro, no Hotel Vulcão, Cidade Velha, um encontro de reflexão sobre os alcances, os desafios ao longo dos seus 10 anos de existência e as perspetivas futuras, de forma a dar continuidade às ações que vem desenvolvendo.

De acordo com a Diretora do CIGEF, Clementina Furtado, foram realizados vários trabalhos nas áreas de investigação, formação e extensão universitária, com incidência nesta última vertente por ter  um caráter mais social.

“Esta última parte tem uma intervenção mais social do centro que responde a missão da Universidade de Cabo Verde, no sentido de estar mais próximo de comunidade, trabalhando com grupos alvos específicos”, salienta Clementina Furtado.

Quanto à reflexão sobre os trabalhos do CIGEF, a Diretora referiu que um dos “grandes ganhos” é o reforço da equipa, que conta neste momento com uma direção, dois coordenadores responsáveis para a investigação e  formação, quinze técnicos, além de um vasto número de estudantes.

Ainda questionado sobre as perspetivas futuras, Clementina Furtado avança que será lançado brevemente um estudo sobre dinâmicas familiares e novas conjugalidades e  sobre a violência no meio escolar, que irá refletir no plano de combate a violência nas escolas, enfatizando que é esse o propósito do Centro “realizar pesquisas, para propor ações a serem implementadas pelo Governo”.

Para a Vice-Reitora para a Extensão Universitária, Astrigilda Silveira, o CIGEF tem feito um trabalho árduo, durante estes anos, em prol da igualdade e  da justiça social, por isso, instigou os parceiros a continuarem a colaborar com o CIGEF nos projetos futuros.

Para a felicidade do CIGEF, a Representante das Nações Unidas, Cristina Ferreira, garantiu que a “Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) vai continuar a apoiar os projetos do CIGEF”, devido aos resultados que têm trazido ao público.

O Centro de Investigação e formação em Género e Família é uma unidade orgânica da Uni-CV, que foi criado em 2008, cujos objetivos visam promover a transversalização de género a nível da academia e da sociedade cabo-verdiana, o combate à Violência Baseada no Género e a promoção da igualdade de género.

 

View My Stats