Calendário de eventos

Flat View
Por ano
Vista mensal
Por mês
Weekly View
Por semana
Daily View
Hoje
Categories
Por categorias
Search
Pesquisar
Descarregar como ficheiro ICAL
Maratona de Leitura em Língua Portuguesa

maratona de leitura (1).png

Maratona de Leitura em Língua Portuguesa

5 de Maio – Dia Mundial da Língua Portuguesa 

Tema:  As ilhas da Macaronésia nas literaturas portuguesa e cabo-verdiana

 

A ilha está presente na literatura como lugar de partida imposta, porto de largada ambicionada, território de apegos e de fronteiras afetivas, ancoradouro de identidade, chão de ausência e de distância física, social e até cultural.

Ilhas abençoadas ou porto seguro para os navegantes, as ilhas da Macaronésia não são lugares de passagem, antes desempenham um importante papel no processo de globalização e de interculturalidade.

Ser ilhéu é querer sair da ilha e ter pressa de voltar, é alcançar o mundo a partir de um “grãozinho” de terra. 

Essa singular condição arquipelágica e o seu arrojo de universalidade é referência sempre presente nas literaturas insulares de expressão portuguesa dos Açores, da Madeira e de Cabo Verde e é o tema escolhido para esta maratona de leitura (em formato a distância). 

É esta uma forma de celebrarmos o dia Mundial da Língua Portuguesa, unidos pelas vivências complexas, de adversidades e de superação que aproximam os arquipélagos de Portugal e Cabo Verde.

 

Participação

A presente edição irá realizar-se em formato a distância, através do envio de um vídeo.

Podem participar todos os que gostam de ler, independentemente da idade.

Para participar, devem enviar um vídeo com a leitura de um excerto breve (máximo de 2 minutos), gravado com o telemóvel na posição horizontal, para o endereço eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., até ao dia 30 de abril.

As leituras serão publicadas nas redes sociais e na página eletrónica do Centro de Língua Portuguesa Camões I.P. no Mindelo.

A seleção da obra e do excerto a ler são livres e da responsabilidade dos participantes.

Deixamos algumas referências de obras para diferentes faixas etárias, salientando, contudo, que se trata apenas de sugestões e que teremos todo o gosto e interesse em enriquecer esta lista com as vossas propostas.

Nota: indicamos apenas o autor, o título e a(s) ilha(s) representadas na obra, sem referência a local de edição e editora visto que a maior parte tem várias edições. Podem encontrá-las em papel ou em formato e-book.

AGUIAR, Cristóvão – Raiz comovida (Açores)

ALMEIDA, Germano – Regresso ao paraíso (Cabo Verde)

BARRENO, Maria Isabel – O senhor das ilhas (Cabo Verde)

FERREIRA, Manuel – Hora di bai (Cabo Verde)

GARCIA, José Martins – Contrabando original (Açores)

GONÇALVES, António Aurélio – Terra de promissão (Cabo Verde)

LOPES, Baltasar – Chiquinho (Cabo Verde)

LOPES, José Vicente – A fortuna dos dias (Cabo Verde)

MARQUES, Helena – O último cais (Madeira)

NEMÉSIO, Vitorino – Mau tempo no canal (Açores)

SÁ, Daniel – Ilha grande fechada (Cabo Verde)

SALÚSTIO, Dina – Filhos de Deus (Cabo Verde)

Infantil e juvenil:

BETTENCOURT, Fátima – A cruz do Rufino (Cabo Verde)

FONSECA, João – Burro carga-d’água (Cabo Verde)

GUTA, Mana – Camões crioulo e a história das ilhas (Cabo Verde)

HOMEM, Maria Aurora Carvalho – A cidade do funcho (Madeira)

LEITE, Ana Paula Medeiros - As aventuras de João Rezingão (Açores)

MARGARIDO, Susana Teles – Luna e as ilhas fantásticas dos Açores (Açores) 

PEREIRA, Ana Teresa – As duas casas (Madeira)

PEREIRA, Marilene – O mistério da Cidade Velha (Cabo Verde)

VARELA, Dai – A fita cor-de-rosa (Cabo Verde)

Local Universidade de Cabo Verde

Maratona de Leitura em Língua Portuguesa

Descarregar como ficheiro ICAL

maratona de leitura (1).png

Maratona de Leitura em Língua Portuguesa

5 de Maio – Dia Mundial da Língua Portuguesa 

Tema:  As ilhas da Macaronésia nas literaturas portuguesa e cabo-verdiana

 

A ilha está presente na literatura como lugar de partida imposta, porto de largada ambicionada, território de apegos e de fronteiras afetivas, ancoradouro de identidade, chão de ausência e de distância física, social e até cultural.

Ilhas abençoadas ou porto seguro para os navegantes, as ilhas da Macaronésia não são lugares de passagem, antes desempenham um importante papel no processo de globalização e de interculturalidade.

Ser ilhéu é querer sair da ilha e ter pressa de voltar, é alcançar o mundo a partir de um “grãozinho” de terra. 

Essa singular condição arquipelágica e o seu arrojo de universalidade é referência sempre presente nas literaturas insulares de expressão portuguesa dos Açores, da Madeira e de Cabo Verde e é o tema escolhido para esta maratona de leitura (em formato a distância). 

É esta uma forma de celebrarmos o dia Mundial da Língua Portuguesa, unidos pelas vivências complexas, de adversidades e de superação que aproximam os arquipélagos de Portugal e Cabo Verde.

 

Participação

A presente edição irá realizar-se em formato a distância, através do envio de um vídeo.

Podem participar todos os que gostam de ler, independentemente da idade.

Para participar, devem enviar um vídeo com a leitura de um excerto breve (máximo de 2 minutos), gravado com o telemóvel na posição horizontal, para o endereço eletrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., até ao dia 30 de abril.

As leituras serão publicadas nas redes sociais e na página eletrónica do Centro de Língua Portuguesa Camões I.P. no Mindelo.

A seleção da obra e do excerto a ler são livres e da responsabilidade dos participantes.

Deixamos algumas referências de obras para diferentes faixas etárias, salientando, contudo, que se trata apenas de sugestões e que teremos todo o gosto e interesse em enriquecer esta lista com as vossas propostas.

Nota: indicamos apenas o autor, o título e a(s) ilha(s) representadas na obra, sem referência a local de edição e editora visto que a maior parte tem várias edições. Podem encontrá-las em papel ou em formato e-book.

AGUIAR, Cristóvão – Raiz comovida (Açores)

ALMEIDA, Germano – Regresso ao paraíso (Cabo Verde)

BARRENO, Maria Isabel – O senhor das ilhas (Cabo Verde)

FERREIRA, Manuel – Hora di bai (Cabo Verde)

GARCIA, José Martins – Contrabando original (Açores)

GONÇALVES, António Aurélio – Terra de promissão (Cabo Verde)

LOPES, Baltasar – Chiquinho (Cabo Verde)

LOPES, José Vicente – A fortuna dos dias (Cabo Verde)

MARQUES, Helena – O último cais (Madeira)

NEMÉSIO, Vitorino – Mau tempo no canal (Açores)

SÁ, Daniel – Ilha grande fechada (Cabo Verde)

SALÚSTIO, Dina – Filhos de Deus (Cabo Verde)

Infantil e juvenil:

BETTENCOURT, Fátima – A cruz do Rufino (Cabo Verde)

FONSECA, João – Burro carga-d’água (Cabo Verde)

GUTA, Mana – Camões crioulo e a história das ilhas (Cabo Verde)

HOMEM, Maria Aurora Carvalho – A cidade do funcho (Madeira)

LEITE, Ana Paula Medeiros - As aventuras de João Rezingão (Açores)

MARGARIDO, Susana Teles – Luna e as ilhas fantásticas dos Açores (Açores) 

PEREIRA, Ana Teresa – As duas casas (Madeira)

PEREIRA, Marilene – O mistério da Cidade Velha (Cabo Verde)

VARELA, Dai – A fita cor-de-rosa (Cabo Verde)

Local : Universidade de Cabo Verde

Voltar