Alunos da Uni-CV encontram-se no Brasil desde 31 de Julho para participarem do Programa de Iniciação Científica em universidades federais daquele país. Em baixo, texto do Vice-reitor, Marcelo Galvão Baptista, sobre o encontro de preparação dos estudantes para o referido programa de mobilidade, realizado a 30 de Julho.

-----------------------

Cpia_de_aberturaPIC  Cpia_de_alunosPIC

Cpia_de_organizadoresPIC  Cpia_de_plateiaPIC

 

ESTUDANTES SELECCIONADOS AO PROGRAMA DE

INICIAÇÃO CIENTÍFICA VIAJAM PARA O BRASIL

Cerca de 30 alunos do terceiro ano de vários cursos de graduação da Uni-CV, de todas as unidades orgânicas na Praia e em Mindelo, foram contemplados com bolsas para desenvolverem actividades de investigação em 10 universidades federais do Brasil, durante dois meses. Essas actividades serão supervisionadas por professores investigadores indicados pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e as temáticas, em cujo âmbito se realizarão, foram identificadas previamente pela Uni-CV e atendidas pelas universidades de acolhimento, no âmbito do Programa de Iniciação Científica (PIC).

Os estudantes viajaram ontem, sábado, dia 31 de Julho, para Fortaleza e de lá para diferentes destinos. Regressarão ao país no início de Outubro. Na véspera, a Reitoria, coadjuvada pela comissão encarregue de gerir a 2ª edição do PIC (2011), teve um encontro com eles, objectivando prepará-los para a viagem. Assim, foram sensibilizados sobre como devem se comportar nas universidades de acolhimento, interagindo da melhor forma com os orientadores e com os pares e tirando o melhor proveito possível do estágio.

O superior da comissão fez um enquadramento do programa e alusão ao facto de já decorrerem duas edições do mesmo, além de instruções aos estudantes a respeito do comprometimento necessário com o programa, para honrarem a cooperação com a CAPES, que prossegue desde 2009. Dois alunos que participaram em edições anteriores deram o seu testemunho alusivo à experiência adquirida, fazendo referência às dificuldades encontradas, mas enfatizando os ganhos havidos, o que muito sensibilizou a todos.

O presidente da comissão, apoiado pelos demais membros, resumiu os procedimentos adoptados para a selecção dos candidatos da terceira edição e dois professores de metodologia científica, um do Departamento de Ciência e Tecnologia e outro do Departamento de Ciências Sociais e Humanas, expuseram noções fundamentais de pesquisa como forma de aumentar a probabilidade de os estudantes obterem o desempenho esperado.

O evento foi impulsionado e fomentado pelo Reitor cuja intervenção, tanto na abertura quanto no encerramento, caracterizou-se por encorajamento e votos de sucesso aos estudantes, e aposta efectiva de que a sua performance venha a contribuir, aliada a factores a identificar, para a consolidação do PIC na Uni-CV, em carácter endógeno. Contou com a presença e participação especial do Ministro do Ensino Superior, Ciência e Inovação, o qual fez considerações sobre o desenvolvimento do programa desde o início, anunciou o interesse do Governo em prover apoio à Uni-CV através de incentivos à pesquisa científica a serem formulados em breve e que certamente irão imprimir um novo ritmo e vigor ao programa; desafiou, finalmente, a academia a gerar avanços que ultrapassem o actual formato, rumo à endogenia referida. Também a Embaixada do Brasil se fez representar, em mais um gesto de apoio aos estudantes, e lhe foram dirigidas palavras de agradecimento pela viabilização de mais uma edição do PIC.

A Reitoria acompanhará a actuação dos estudantes no Brasil, estará atenta às suas eventuais necessidades e lhes deseja boa sorte e completo êxito.

 

Marcelo Galvão,

Vice-Reitor

Pin It