investigadora_resistence.jpg

Entre meados de fevereiro e meados de março do ano em curso, a investigadora Mariana Dias Paes, do Instituto Max-Planck para a História do Direito Europeu (Frankfurt am Main) – Alemanha, estará realizando uma missão na Uni-CV, no âmbito do Projeto RESISTANCE. No inicio do seu secondment, alem de ter tido uma reunião com a equipa do Projeto RESISTANCE/Uni-CV, a investigadora do MAX-PLanck foi recebida, em audiência, na Reitoria da Uni-CV, onde partilhou com o Pró-reitor da Investigação e Inovação Tecnológica, Aristides Silva e a Presidente da Faculdade de Ciências Sociais, Humanas e Artes, Arminda Brito, os objetivos do trabalho que vem realizar em Cabo Verde.

Mariana Dias Paes que é especialista em História do Direito (escravidão e propriedade) do Brasil e de Angola, no século XIX, realizará durante a sua estadia na Uni-CV, atividades científicas e académicas, compreendendo, entre outras, pesquisas nos fundos do Tribunal da Praia e do Tribunal da Ribeira Grande – Santo Antão, no Arquivo Nacional de Cabo Verde. Participará ainda, a como palestrante, na 2ª Conferência Internacional do Pólo da Cátedra Unesco/Uni-CV que terá como tema central, Memória Histórica e Vida Social nos Espaços Urbanos e Rurais Luso-Africanos, a ser realizada no dia 10 de março.

Mariana-acolhida-no-Polo-da-Cátedra-UNESCO-Uni-CV-de-História-e-Património.jpg

Pin It