Todos os anos, entre os meses de novembro e fevereiro, Cabo Verde recebe ar seco e material particulado (MP) resultantes dos ventos de Harmattan que sopram do deserto do Saara. É um fenómeno natural, com maior intensidade nos meses de janeiro e fevereiro, mas que pela composição, tamanho das partículas (poeiras) e tempo que duram no ar constituem uma poluição do ar atmosférico, causando reações adversas ao ambiente (p.e. baixa visibilidade) e à saúde humana.

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Cabo Verde em parceria com a Penn State University  (e “AESEDA”)*EUA tem instalado desde 26/12/2019 um sensor PurpleAir (imagem 1) no Campus do Palmarejo que monitoriza a qualidade do ar em termos de tamanho de partículas, em tempo real.

Sensor_PurpleAir.png

Imagem 1: Sensor purpleair localizado no Campus da Uni-CV, Palmarejo 

Os dados da qualidade do ar podem ser visualizados através da plataforma PurpleAir  não só para Cabo Verde, mas também África Ocidental e resto do mundo. O sensor que coleta PM1, PM2.5 e PM10 alcança o Campus da Uni-CV e a Praia num raio de 5 km como se mostra na imagem 2.

alcance_do_sensor.png

Imagem 2: Alcance do sensor PurpleAir localizado no Campus da Uni-CV, Palmarejo (Fonte: Adelcides Varela)

No que tange aos efeitos na saúde, estudos epidemiológicos dão atenção às concentrações do material particulado, mais concretamente à fracção PM2.5 (partículas com diâmetro aerodinâmico menor que 2.5 μm), que penetra profundamente nos pulmões.

Pela plataforma PurpleAir, verifica-se o estado da qualidade do ar por meio de um índice em função das cores no mapa em tempo real (ou em termos de média definido) cujo significado consta na tabela 1.

medicao.png

Tabela 1: Índice da Qualidade do Ar (µg/m3) (Fitz-Simons 1999), (USA).

A Organização Mundial da Saúde fornece as seguintes diretrizes (Média de 24 horas PM2,5 – 25 µg/m3  e PM10 50 µg/m3) para quando a qualidade do ar é insalubre:

  • Prestar atenção aos idosos, crianças pequenas, pessoas asmáticas, DPOC (Doente Pulmonar Obstrutiva Crónica);
  • Evitar (ou limitar) estar ao livre e atividade física;
  • Usar uma máscara até as condições melhorarem; 
  • Se o problema respiratório começar ou sentir dor no peito, procurar um médico.

Referência Bibliográfica:

Fitz-Simons, T. (1999), Guideline for reporting of daily air quality: Air Quality Index (AQI), United States.

 Sandra Freire1 e Gregory S. Jenkins2

1Faculdade de Ciências e Tecnologia & Universidade de Cabo Verde * Cabo Verde

2AESEDA & Penn State University *EUA

Pin It