escola Fontainhas-2.jpgProcurando a compreensão das experiências pessoais integradas num contexto social e histórico mais vasto, estudantes do 2º ano do curso de licenciatura em Ciências da Educação, em São Vicente, no âmbito da disciplina Sociologia da Educação, lecionada pela professora Maria Miguel Estrela, realizaram uma visita de estudos a Santo Antão, entre os dias 2 e 4 de fevereiro, para recriar o percurso pedestre que um dos estudantes realizava na sua infância para frequentar a escola. Originário de Corvo, em criança frequentou o jardim-de-infância em Formiguinhas e a escola básica em Fontainhas, caminhando vários quilómetros diariamente. Frequentou o ensino secundário na Povoação – Ribeira Grande, onde muitas vezes conseguiu transporte de carro, mas outras tantas crianças tiveram de percorrer a pé cerca de 15km para ir à escola e fazer o mesmo caminho para regressar a casa depois das aulas.

 O grupo esteve nessas localidades para conhecer essa realidade e visitar com o colega (estudante do M_EIA que frequentou as aulas na referida turma), os lugares da sua infância e vivência escolar, refletindo e dialogando sobre a forma como a nossa biografia é o resultado das experiências e contextos sociais amplos, e que precisamos compreender as interações entre o indivíduo e a sociedade fora das nossas rotinas. Com esta visita de estudos pretendia-se que os/as estudantes recebessem estímulos para desenvolverem uma consciência crítica sobre a realidade social e educativa cabo-verdiana, e motivação para uma cidadania ativa, capaz de provocar as mudanças sociais positivas desejadas na nossa sociedade.

caminho Corvo_ Fontainhas-2.jpgA Sociologia da Educação na Uni-CV, é a unidade curricular presente nos cursos de formação de professores e visa contribuir para a capacitação discente através de um olhar sociológico sobre a educação. Desafia a refletir sobre a educação, a escola, a dinâmica da sala de aula, o trabalho docente, pensar na imensa rede de relações e nos diversos elementos que compõem todo o conjunto de intervenientes no processo.

As diversas teorias estudadas, a visão de conjunto, permite aos estudantes aperceberem-se que os mesmos factos podem ser analisados sob vários pontos de vista, o que ajuda a desenvolver a compreensão e o respeito pelos pontos de vista dos outros, ter o domínio do conhecimento teórico e a sua aplicação prática, trabalhar em equipas multidisciplinares, aprender com o outro e formar pessoas mais criativas e abertas a mudanças.

Inspirados pelo conceito de “Imaginação Sociológica”, do sociólogo americano Charles Wright Mills, foram partilhados aspetos biográficos dos/das estudantes, sobretudo as vivências escolares, os momentos históricos e contextos sociais onde se situam, para os/as estimular a olharem para a vida quotidiana de uma maneira diferente do habitual, e numa perspetiva mais vasta.

Pin It