Missão
 

missvalores

1. A Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) é um centro de criação, difusão e promoção da cultura, ciência e tecnologia, articulando o estudo e a investigação, de modo a potenciar o desenvolvimento humano, como factor estratégico do desenvolvimento sustentável do país.

2. A Uni-CV prossegue, entre outros, os seguintes fins:

  • Promover o desenvolvimento humano na sua integralidade, relevando as dimensões científica, técnica, ética, social e cultural, e tendo por paradigma a busca incessante de padrões elevados de qualidade;
  • Fomentar actividades de investigação fundamental e aplicada que visem contribuir, de forma criadora, para o desenvolvimento do País;
  • Promover a capacidade empreendedora da sociedade cabo-verdiana, contribuindo para a capacitação dos recursos humanos nas áreas prioritárias do desenvolvimento
  • Prestar serviços diversificados à comunidade, numa perspectiva de valorização recíproca;
  • Desenvolver o intercâmbio científico, técnico e cultural com instituições de investigação e de ensino superior, nacionais e estrangeiras;
  • Contribuir para o desenvolvimento da cooperação internacional e para a aproximação entre os povos, designadamente nos domínios da educação e do conhecimento, da ciência e da tecnologia;
  • Contribuir para a modernização do sistema educativo de Cabo Verde a todos os níveis, designadamente através da pesquisa, adopção e disseminação de novas metodologias de ensino e de promoção do conhecimento, tirando partido das Tecnologias de Informação e Conhecimento (TIC).

Artigo 3.º, D.L. N.º 53/2006, de 20 de Novembro - Boletim Oficial Nº 33, I SÉRIE)

Valores
 

A Universidade de Cabo Verde deverá reger-se por um conjunto de valores, a saber:

1. Liberdade, entendida como um espaço privilegiado de criação e circulação livre de ideias, não estando submetida a tabus ideológicos de quaisquer espécies;

2. Excelência, definida como o compromisso com a busca incessante do conhecimento, procurando a Uni-CV situar-se sempre no limiar da inovação científica e tecnológica, bem como na vanguarda da utilização de métodos modernos de ensino –aprendizagem.

3. Autonomia, do ponto de vista académico, entendida enquanto o direito que a Universidade possui ( e os meios de o exercer) de definir seus próprios fins e objectivos, de elaborar seus planos e programas, de garantir o livre exercício da investigação, da docência e da extensão; do ponto de vista financeiro, como a faculdade de a Universidade Pública gerir e gerar receitas.

4. A Qualidade, a Uni-CV assume as seguintes dimensões como constitutivas do conceito da qualidade: (i) Relevância, no sentido de que o fazer universitário seja socialmente pertinente; (ii) Equidade, no sentido do alargamento das oportunidades de acesso e sucesso educativos a todos os cabo-verdianos, independentemente da sua condição social e do local de residência (iii) Abordagem por competências, no sentido de orientar os processos pedagógicos para a construção de capacidades do aprendente;

5. Empreendedorismo, a Uni-CV promove a educação para a iniciativa e assume-se como um espaço privilegiado de promoção da cultura de iniciativa empresarial, contribuindo para o desenvolvimento da iniciativa criadora e da capacidade empreendedora da sociedade cabo-verdiana.

6. Sustentabilidade, no sentido de que todas as acções necessárias à implementação da Universidade tenham em conta o equilíbrio financeiro e a capacidade gerencial da própria Universidade no decurso da sua trajectória.

7. Internacionalidade, entendida como a inserção da Universidade Pública em espaços regionais e mundiais de ensino superior e ciência e também como a orientação para tornar os padrões internacionalmente vigentes no domínio da pesquisa e do ensino em objectivos a atingir e, ainda, como estratégia para configurar a UniCV como espaço de atracção de estudantes e docentes de diversas proveniências nacionais e linguísticas.

(Artigo 4.º, D.L. N.º 53/2006, de 20 de Novembro - Boletim Oficial Nº 33, I SÉRIE)